Som Imaginario




















SOM IMAGINARIO
ODEON - MOFB 3658
Prog - Psych - 1970


Faixas:
Lado A
01 - Morse
02 - Super God
03 - Tema Dos Deuses
04 - Make Believe Waltz
05 - Pantera

Lado B
06 - Sabado
07 - Nepal
08 - Feira Moderna
09 - Hey, Man
10 - Poison


Grupo instrumental formado em 1970 por Wagner Tiso (teclados), Robertinho Silva (bateria), Tavito (violão de 12 cordas), Luiz Alves (baixo), Laudir de Oliveira (percussão) e Zé Rodrix (órgão, percussão, voz e flautas).
Nesse ano, com a participação de Nivaldo Ornelas (sax) e Toninho Horta (guitarra), dividiu o palco com Milton Nascimento, apresentando o espetáculo "Milton Nascimento, ah, e o Som Imaginário". O show estreou no Teatro Opinião, seguindo para o Teatro da Praia.
Nessa ocasião, Laudir de Oliveira desligou-se do conjunto, sendo substituído na percussão por Naná Vasconcelos. O espetáculo seguiu para a Boate Sucata, com a participação de Frederiko (Fredera) na guitarra solo, e depois para o Teatro Gazeta, sem a participação de Naná.
Ainda em 1970, gravou seu primeiro disco, "Som Imaginário", destacando-se canções como "Feira moderna" (Beto Guedes e Fernando Brant) e "Hey man" (Zé Rodrix e Tavito). Ainda nesse ano, participou da gravação do disco "Milton", de Milton Nascimento.

Um comentário:

O autor dos rebentos disse...

Disco muito bom. Encontrei o meu vinil em uma loja que jamais suspeitaria que este disco estivesse lá, há uns 15 anos atrás.