Merlin's Message




















MERLIN'S MESSAGE - Baby Baby
CALIFORNIA - CD 654
Garage - Psych - 1969



Faixas:
Lado A
01 - Porque Ir a Guerra
02 - Requiem a Brian Jones

Lado B
03 - Baby Baby
04 - Um Homen Que Luta


A Merlin's Message começou com a junção de duas duplas de cantores.
Paçoca e Luiz Merlin cantávam nas festas da escola e vivíam com o violão nas mãos e cantando o dia inteiro, afinando, melhorando o vocal, Beto e Elias também começaram a cantar mais tarde.
Conheram Richardson dono de uma banda de bailes, já desfeita, que os convidou para iniciar uma outra banda. Em 1966 Luiz Merlin tinha ganho da irmã Ignez a sua primeira guitarra, o único que tinha um instrumento e assim Richardson entrou com o restante. 

Iniciarão com o nome de Os Vândalos : Luiz como solista, Paçoca no baixo ,Beto na base, e Carlão na bateria, mas logo Beto começou no solo e Luiz ficou na base, pois era o vocalista, muito embora raramente cantávam solo. (Luiz lembra:- Quando o Paçoca viu o contrabaixo, seu primeiro comentário foi : Minha guitarra está com defeito. Ela só tem 4 cordas )  A banda se firmou fortemente por causa da vacalizaçao sempre em 3 vozes, cantando sempre em inglês, e quando fazíam musicas brasileiras, tambêm fazíam as versões para o inglês. Atuaram   como Os Vândalos por algum tempo, mas logo mudaram o nome para Os Insensatos. Nome que não durou muito.
Com o primeiro empresário (Jairo Pires) e deixarão de trabalhar para o Richardson.
A primeira coisa que Jairo fez foi recomendar que mudássem o nome da banda e passássem a dizer para todas as pessoas que éram de São Paulo ao invés de dizer que éram de Piraju.
Assim o cachê passou dos míseros Cr$ 100,00 ou Cr$ 150,00 para os altos Cr$ 600 ,  800, ou 1.000,00, somente pelo fato de serem da cidade grande.  Merlin’s Message, o nome dado pelo Beto e escolhido para ser o nome oficial da banda, foi o nome que os fez famosos no sul do estado e estados vizinhos. Mudarão o baterista por mais 2 vezes, sendo o último  o Fê, de Cambará, no Paraná.


No final dos anos 60 forão convidados para participarem com a dupla caipira " Canario e Passariho ", há fazerem varios shows em varias cidades, brincando com a rivalidade entre musica caipira e rock'n'roll. O show se chamava : "Viola contra guitarra". Daí a dupla os convidou para gravar o compacto.  Uma imensa alegria, porem não sabiam nada sobre gravações profissionais, mas forão assim mesmo para São Paulo grava-lo.
A alegria era tanta, que na ingenuidade, foram cantando e gritando a viagem toda, entre Piraju e São Paulo (315 kms). Quando chegaram na gravadora, estavam todos roucos e meio que afonicos, mas gravarãm assim mesmo, sem intervalo entre as musicas e de uma vez só.
Voltaram para Piraju e comecaram a vender os discos, a meta agora era fazer bailes e shows. 


As 4 musicas foram compostas por Beto e arranjadas pelos 3 vocalistas : Paçoca, Beto e Luiz Merlin.

2 comentários:

cesar bras costa disse...

Compacto bem foda

cesar bras costa disse...

muito foda esse Cp


FUZZ Na oreia